propaganda

OPORTUNIDADE /

Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2022, 06h:30

A | A | A

Concurso Público na área de Segurança Pública: Compensa participar do certame?

O governador Mauro Mendes afirmou que pretende nomear 1.200 novos servidores em 2022


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Na semana passada o governo do estado de Mato Grosso publicou sete editais para o concurso público das forças de segurança. O certame contemplará 11 diferentes cargos destinados à Policia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Judiciária Civil e Polícia de Identificação Técnica - Politec. As inscrições já iniciam nesta quarta-feira (12) e seguem até o dia 24 de janeiro. Para a realização do certame, o governo contratou a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT.

Todas as vagas exigem ensino superior completo e serão para cadastro de reserva, ou seja, os aprovados não devem ser chamados imediatamente, porém o governador Mauro Mendes afirmou que pretende nomear 1.200 novos servidores ainda em 2022.

“Temos uma previsão de nomear 1.200 aprovados ainda este ano. Apesar de o concurso ser para cadastro de reserva, todo aquele que atingir a nota mínima de corte estará entre os aprovados e poderá ser nomeado, conforme a necessidade do estado”, destacou Mendes.

Apesar da garantia dada pelo governador, há ainda quem tenha dúvidas se vale a pena prestar concurso com vagas para cadastro de reservas.

Para o professor e especialista em concursos Leonardo Baird Kasakoff, sempre vale a pena prestar concursos. “Isso é indiscutível, quem está no mundo dos concursos sabe que vale muito a pena”, destacou.

careca.jpg

Leonardo Baird Kasakoff - professor e especialista em concursos

Sobre o prazo para chamar o especialista destaca que depende de vários fatores. “Apesar do cronograma, estamos sujeitos a uma série de fatores que o governador não controla. Por exemplo; alguma impugnação, alguma ordem judicial, alguma outra coisa ligada a desastre naturais e calamidade, algum problema no dia das provas. Demorar para chamar é algo que não podemos opinar, pois é algo que vai além do que o governo imagina. Mas o certame tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos”, explicou.

Sobre a possibilidade de os aprovados serem chamados ainda este ano, Kasakoff destaca que este também é um fato difícil de se prever. “Esse ano é um ano político, se ele (governador) quiser correr, conseguiria, pois, o concurso foi lançado. Mas é algo que depende, pode ser que não consiga se encerrar e ele não consiga chamar ainda este ano. Mas tem concurso que chamam muito rapidamente. É preciso fazer o concurso para ter chance de ser chamado”.

 

MAIS CONCORRIDO QUE MEDICINA

Até o final da edição não obtivemos atualizações sobre o andamento das buscas Para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar, as vagas são para oficiais e soldado. Para a Polícia Judiciária Civil, as vagas são para escrivão e investigador.

Já para a Politec, as vagas são para perito oficial criminal, perito médico legista e perito odonto legista.

De acordo com o especialista em concursos, o alto salários oferecidos em Mato Grosso, atraem concorrentes de estados vizinhos, o que torna o concurso bastante concorrido. “Concursos públicos, ainda mais estes grandes concursos, a concorrência ela sempre existe, ainda mais quando falamos em Mato Grosso, que paga melhores salários. Você tem grandes estados próximos a Mato Grosso, em que os moradores têm vindo para cá. Como Goiás, Brasília, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Pará e Minas Gerias. Este ano não será diferente ainda mais neste momento de pandemia e recessão. Não tem como a pessoa entrar em um concurso desse achando que não vai ter concorrência. Tem cargos por exemplo que tem concorrência mais elevada que vestibulares de medicina. Mas nem por isso tem que se afugentar”, ressaltou Kasakoff.

 

QUANDO COMEÇAR A ESTUDAR?

O especialista em concurso destaca que o quanto antes começar a estudar melhor, e sem esquecer de se preparar também para os testes de aptidão física.

“A dica é, começar a estudar o quanto antes, o ideal é antes da publicação do edital. As pessoas que passam, sempre se antecipam. Quem dizer que não estudou pode duvidar, ou é fraude, ou é mentira ou a pessoa é um gênio, mas passar sem estudar é impossível. Outro fato importante é o teste físico. As pessoas se esquecem do teste físico, e apesar de não ser tão difícil, tem gente que reprova”, finalizou.

De acordo com o edital, as provas serão em 20 de fevereiro nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop e Barra do Garças.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você apoia o pagamento de 13º salário para vereadores, prefeito, vice e secretários?
Sim
Não, eles já recebem demais.
Não tenho opinião formada sobre o assunto