19 de Maio de2024


Área Restrita

Polícia Federal Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020, 08:46 - A | A

Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020, 08h:46 - A | A

Policial

PF combate promoção de imigração ilegal

Belo Horizonte/MG - A Polícia Federal deflagrou hoje, 2/12/2020, a Operação "LEI DO RETORNO", para combater a promoção de entrada ilegal de...

Polícia Federal

Belo Horizonte/MG - A Polícia Federal deflagrou hoje, 2/12/2020, a Operação "LEI DO RETORNO", para combater a promoção de entrada ilegal de brasileiro em país estrangeiro, praticada por associação criminosa sediada na região de Caratinga/MG. A PF representou por três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Única da Justiça Federal em Manhuaçu/MG e cumpridos em Caratinga e Tarumirim. A investigação faz parte de ação de cooperação policial internacional contra o tráfico de pessoas.

Policiais Federais do Brasil que atuam na Adidância da PF em Washington/EUA realizaram diligências em parceria com autoridades policiais norte-americanas e encaminharam à Polícia Federal no Brasil dados que levaram à identificação de agenciadores. Esses investigados, visando à obtenção de vantagem econômica, estariam promovendo a entrada massiva e clandestina de brasileiros nos Estados Unidos da América. Suas vítimas eram submetidas a condições degradantes durante a imigração e desembolsavam entre 15 e 18 mil dólares pela logística da viagem - passagens aéreas, hospedagens, transportes terrestres e contratação, em solo mexicano, dos guias denominados coiotes, responsáveis pela travessia da fronteira com os EUA.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Um brasileiro de Tarumirim/MG, preso em agosto último pela Polícia de Fronteira dos EUA por ingresso ilegal e enviado de volta ao México, foi encontrado morto 11 dias depois em área da fronteira entre El Paso e Texas. Uma das linhas investigativas considera a hipótese de que o homicídio decorreu da impossibilidade de arcar com dívidas assumidas junto aos coiotes, parceiros dos agenciadores da região de Caratinga.

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa e de promover, por qualquer meio, com o fim de obter vantagem econômica, a entrada ilegal de brasileiro em país estrangeiro, cujas penas somadas podem chegar a mais de nove anos de reclusão, se condenados.

 

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Contato: [email protected]

www.pf.gov.br

(31) 3330-5270

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]