Economia /

Terça-feira, 10 de Setembro de 2019, 00h:30

A | A | A

Livro censurado por Crivella na Bienal do Rio chega a R$ 250 na internet

arrow-options Reprodução/Instagram Imagem de "Vingadores - a cruzada das crianças" que gerou a ação do prefeito do Rio de Janeiro Um dia após o prefeito...


Imagem de Capa
beijo dos personagens arrow-options
Reprodução/Instagram
Imagem de "Vingadores - a cruzada das crianças" que gerou a ação do prefeito do Rio de Janeiro

Um dia após o prefeito do Rio de Janeiro  Marcelo Crivella  publicar um vídeo nas redes sociais dizendo que havia mandado recolher o livro " Vingadores a cruzada das crianças" na Bienal do Livro , os exemplares da história em quadrinhos se esgotaram em apenas 39 minutos na feira.

Agora, após o fim da polêmica, o livro que custava cerca de R$ 40 está sendo vendido por até R$ 250 na internet.  Nos sites dos grandes varejistas ainda é possivel encontrar os exemplares pelo valor que era vendido antes da tentativa de censura.

Porém, em sites de compra e venda em que qualquer pessoa pode anunciar, os preços variam de R$ 60 a R$250. Em um dos anúncios em que a obra é vendida a R$ 199 o vendedor descreve o livro como a "HQ proibida".

Veja mais: HQ censurada por Crivella está esgotada na Bienal desde quarta-feira 

Nos comentários dos anúncios, os possíveis compradores reclamam do preço e um dos vendedores, que afirma ter 44 exemplares a R$ 165 cada, rebateu.

"Entendo que esteja alto, essa edição virou ambição para pessoas que simpatizaram pela causa e principalmente por colecionadores . Se a (editora) Salvat decidir reimprimir, provavelmente o preço vai abaixar, mas por enquanto a informação que temos e que eles descontinuariam a coleção", afirmou. 

Dias Toffoli arrow-options
Carlos Moura/SCO/STF - 22.8.2019
Ministro Dias Toffoli derrubou decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro


Até o fechamento desta matéria, a organização da Bienal estimava um total de 4 milhões de livros vendidos , dos 5,5 milhões disponíveis. E os organizadores perceberam um momento de virada: o fim de semana que se seguiu à tentativa de censura do prefeito Marcelo Crivella a um gibi representando dois homens se beijando, na última sexta-feira.

Depois da polêmica na Bienal, autores e editoras oferecem livros LGBTQ+ de graça

A organização da Bienal chegou a falar em crescimento de 60% nas vendas ante 2017, mas depois voltou atrás, dizendo que esse número ainda precisa ser confirmado.

A tentativa de censura acabou ajudando na promoção daquilo que se queria censurar. E os beneficiados foram além da “Vingadores: Cruzada das Crianças” — título da Marvel onde aparecia o tal beijo que ofendeu o prefeito —, que teve todos os exemplares vendidos.

Refletiu-se também no aumento de público nos estandes e de livros comprados em geral. No último sábado de evento, algumas editoras triplicaram o faturamento em relação ao mesmo dia na edição anterior. E a alta procura não estava relacionada apenas a livros com temática LGBT, mas a todos os títulos do catálogo.

Entenda o caso

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, cassou a decisão do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio que permitia a censura de obras com temática LGBT na Bienal do Livro no Rio. 

Toffoli atendeu a um pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e proferiu a decisão no começo da tarde do último domingo, poucas horas depois de a procuradora-geral pedir no STF a derrubada da liminar do presidente do TJ, desembargador Claudio Mello Tavares.

Tavares havia autorizado o prefeito Marcelo Crivella a recolher as obras na Bienal. Em decisão sobre recurso feito pela organização da Bienal, também neste domingo, o ministro do Supremo Gilmar Mendes seguiu a mesma linha. Em nota, Crivella informou que vai recorrer da decisão do Supremo.

"Defiro a liminar, para conceder a suspensão da decisão da presidência do TJ-RJ, a qual havia suspendido a decisão do desembargador Heleno Ribeiro Nunes", escreveu Toffoli na decisão em que acolhe os argumentos da procuradora-geral da República.

No pedido encaminhado ao STF, Dodge disse que a suspensão da liminar do presidente do TJ é necessária para "impedir a censura ao livre trânsito de ideias, à livre manifestação artística e à liberdade de expressão no país".

Crivella tentou censurar obras com temática LGBT na Bienal, o que despertou um forte movimento contra o ato do prefeito.

Ele manifestou incômodo com o beijo entre dois personagens numa história em quadrinhos à venda na Bienal — o livro "Vingadores — A cruzada das crianças", da Marvel, publicado originalmente em 2010.

O prefeito interpretou que a obra é ofensiva a crianças e adolescentes, e cunhou o termo "homotransexualismo" para se referir ao conteúdo da HQ.

A Prefeitura do Rio de Janeiro recorreu, no STF, embargos de declaração à decisão do ministro Dias Toffoli.

No recurso, a Procuradoria Geral do Município afirma que a decisão não examina o fundamento da medida tomada pelo município do Rio de Janeiro ao fiscalizar a Bienal do Livro.

Segundo o recurso, a Prefeitura buscava "a defesa de crianças e adolescentes, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente , que determina que revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado para menores devem ser comercializadas em embalagem lacrada, com advertência sobre seu conteúdo", afirmava .

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.