23 de Junho de2024


Área Restrita

Política Nacional Terça-feira, 20 de Outubro de 2020, 20:35 - A | A

Terça-feira, 20 de Outubro de 2020, 20h:35 - A | A

Política Nacional

Senado aprova quatro indicações para a diretoria da Anvisa

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (20) quatro indicações para a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)....

Agência Senado

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (20) quatro indicações para a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entre elas está a confirmação do nome de Antônio Barra Torres para o cargo de diretor-presidente, que ele exerce interinamente desde o início do ano. A matéria teve como relator o senador Romário (Podemos-RJ).

Torres (MSF 51/2020) é contra-almirante da Marinha com especialização na área médica, e integra a diretoria da Anvisa desde 2019. Ele foi aprovado com 34 votos favoráveis e 7 contrários. Para ocupar a sua vaga no corpo de diretores, foi indicada a médica Cristiane Rose Jourdan Gomes (MSF 65/2020), que tem experiência nas áreas de gestão hospitalar e de regulação do setor de saúde suplementar. Ela foi aprovada com 33 votos favoráveis e 8 contrários.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Também foram confirmados, como diretores, o advogado Alex Machado Campos (MSF 56/2020) e a farmacêutica Meiruze Sousa Freitas (MSF 60/2020). Campos é diretor do Departamento de Gestão Interfederativa e Participativa do Ministério da Saúde, e recebeu 37 votos favoráveis e 3 contrários, além de 1 abstenção. Freitas é servidora de carreira da Anvisa e atua como diretora-substituta desde o início do ano. Ela recebeu 37 votos favoráveis e 4 contrários.

Os quatro indicados foram sabatinados pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) na segunda-feira (19). Antônio Barra Torres afirmou que a Anvisa não trabalha com datas para o registro de vacinas contra a covid-19, mas que elas serão liberadas "no menor tempo possível" e sem "ideologias ou pressões". Ele também disse ser contrário à produção de maconha no Brasil para a produção de medicamentos, mas favorável à importação de produtos prontos, e defendeu parâmetros claros de segurança no trato de agrotóxicos. Os demais indicados também apresentaram suas credenciais e suas visões para o trabalho na agência.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]