propaganda

Policial /

Quarta-feira, 13 de Outubro de 2021, 16h:12

A | A | A

Operação conjunta da PRF com a Polícia Judiciária Civil, em Lucas do Rio Verde/MT, prende 4 homens por Contrabando e Associação Criminosa

A ocorrência foi uma operação conjunta com a Polícia Civil de Lucas do Rio Verde-MT, onde a equipe abordou um primeiro veículo, Ford/Ranger, de...


Imagem de Capa
PRF MT

A ocorrência foi uma operação conjunta com a Polícia Civil de Lucas do Rio Verde-MT, onde a equipe abordou um primeiro veículo, Ford/Ranger, de cor prata, ocupado por dois homens e, em seguida, o outro veículo que os acompanhava, um Toyota/Hilux, de cor branca, ocupado por mais dois homens.

Os suspeitos foram abordados na rodovia MT-449, em chácara as margens do Rio Verde, onde foram localizados, aproximadamente, 670Kg de produto com características de agrotóxicos (Benzoato de Emamectina e Tiametoxam) na carroçaria da Ford/Ranger.

Enquanto isso, na chácara de propriedade, foram encontrados mais 24 galões de 20 litros de produto com características de agrotóxicos (em diluição) sem qualquer rotulagem. Ainda, na propriedade, foram encontradas 3 armas de fogo (2 espingardas e 1 garrucha) e munições, além de uma pistola Glock G17 Cal 9mm, no interior da Toyota/Hilux.

Durante a abordagem, um dos suspeitos praticou mais um crime, corrupção ativa, quando ofereceu a quantia de R$30.000,00 para tentar livrá-los da ocorrência.

É importante mencionar que os produtos apreendidos são altamente nocivos à saúde humano e tem potencial de dano ambiental; são utilizados para o controle de pragas em lavouras, contendo várias substâncias químicas controladas em sua composição. Tem entrada proibida no país e contrariam normas sanitárias específicas.

Todo material apreendido foi encaminhado à Delegacia de Polícia Judiciária de Lucas do Rio Verde/MT.

Fonte: PRF MT

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto