22 de Maio de2024


Área Restrita

Mais lidas de Mato Grosso Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020, 11:19 - A | A

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020, 11h:19 - A | A

FEMINICÍDIO

Indígena de 14 anos é morta com tiro no rosto disparado pelo marido de 19

Ele afirmou que foi acidente e não sabia que a arma estava carregada

RD News

A indígena Beatriz Morimã Takumã, de 14 anos, foi morta com um tiro no rosto na aldeia Mayrob, que fica a 70 km de Juara (a 664 km de Cuiabá), na manhã de ontem (24). O tiro foi disparado pelo marido, também indígena, 19. O suspeito foi preso em flagrante pelo crime de homicídio e alegou que não sabia que a arma estava carregada.

 

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

De acordo com informações da Polícia Civil, uma enfermeira da aldeia procurou a Polícia Civil e contou que estava no alojamento do local quando foi informada que teria acontecido um acidente com arma de fogo e que a vítima seria Beatriz. Ela foi ao local indicado e viu que a vítima já estava em óbito e que na face tinha sinais de disparos de arma de fogo.

Mesmo assim, ela foi encaminhada para uma unidade médica, onde a morte foi confirmada.

A marca no rosto dela é do tiro deflagrado por uma espingarda calibre 32, apreendida pelos investigadores.

A polícia deu voz de prisão ao marido da vítima. Ele reafirmou ao delegado Carlos Henrique Engelman que acreditava que a arma estava descarregada. Além disso, declarou que não tinha intenção de ferir ou se quer matar a menina.

Ele contou ainda que os dois estavam casados há um ano. O suspeito ficou preso e foi autuado pelo crime de homicídio.

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]