propaganda

SOLIDARIEDADE /

Segunda-feira, 18 de Maio de 2020, 07h:00

A | A | A

Tatuador faz tatuagens em troca de alimentos para montar cestas básicas

Além do alimento, valor simbólico de R$ 50 é cobrado para pagar material . Alimentos serão doados à famílias carentes e instituições de Primavera do Leste


Imagem de Capa
Wellington Camuci

Quando se fala em ajudar o próximo o brasileiro dá um jeitinho e ajuda, doa o que tem e o que pode na tentativa de amenizar um pouco o sofrimento do outro, pega algo que está sobrando em casa, pede ajuda de vizinhos para fazer doações e até mesmo troca seus serviços por doações.

Em Primavera do Leste, um tatuador está trocando tatuagens por alimentos e, em menos de duas semanas, mais de 300 quilos já foram arrecadados e mais de 100 pessoas estão na lista de espera para fazer a doação.

Eduardo de Souza, mais conhecido como Toiaba, conta que a ideia surgiu quando ele estava chegando no estúdio de tatuagem e viu uma senhora na fila do auxílio emergencial na Caixa Econômica conversando com um guarda da agência, “ela dizia que não conseguiria sacar os R$ 600, pois tinham usado o CPF dela sem saber, sacado o valor e ela não teria o que comer”, lembrou.

O tatuador disse que no mesmo dia resolveu fazer uma ação para ajudar as pessoas necessitadas. “Meu vendedor veio de Limeira (estado de São Paulo) trazer meu material e decidi pegar todo o material possível e fazer a campanha para arrecadar alimento e doar para quem está precisando neste momento, pois tem vários trabalhadores que ganham por dia e nesses tempos não estão trabalhando ou recebendo”, explica.

Para arcar com os custos de materiais e energia, Eduardo cobra R$ 50 por tatuagem mais um quilo de alimento, “se pudesse faria apenas pelo alimento, porém tenho que pagar os custos de materiais e energia”.

Em menos de duas semanas, mais de 300 quilos de alimentos já foram arrecadados. Arroz, feijão, açúcar, sal, farinha, café, polvilho, extratos, pescadinhas, farofas, macarrão, segundo ele, tudo o que precisa em uma cesta básica.

Eduardo relata que quando o cliente entra em contato para marcar a tatuagem ele pede o tipo de alimento que precisa para compor a cesta. Produtos de laticínios, carnes e de higiene, não estão sendo pedidos nas doações, pois serão adquiridos por ele mesmo na quantidade necessária para cada cesta básica.

A ação que era prevista para durar enquanto durassem os materiais fez sucesso, tanto que será estendida e continuará por todo mês de junho, “tenho mais de 100 pessoas na lista de espera, pois eu já estava sem materiais, tanto é que vou estender a ação do mês de maio para o mês todo de junho também”, ressalta.

As doações serão destinadas ao Lar das Crianças e a famílias carentes do município. “As famílias irei escolher com ajuda de um amigo da Policia Civil e sua esposa que é Assistente social, mas também estou vendo com alguns clientes que sabem de famílias que precisam”, finalizou Eduardo.

Mais informações sobre como marcar a sua tatuagem solidária pelo telefone (66) 9 9969 7489.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz