OUTRO LADO /

Sexta-feira, 22 de Maio de 2020, 07h:00

A | A | A

“População está realizando testagem, por isso casos aumentaram”

Resposta para ACP protocolada pela Defensoria Pública está sendo preparada


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Na tarde desta quinta-feira (21), o prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin, em entrevista ao Jornal O Diário, falou sobre a Ação Civil Pública, proposta pela Defensoria Pública através do Grupo de Atuação Estratégica em Defesa da Saúde Pública de Primavera do Leste, onde solicita a suspensão do decreto 1.917.

 

Bortolin destacou que o poder público já está trabalhando para encaminhar dentro do prazo estipulado as respostas ao documento protocolado. E segundo o prefeito os casos em Primavera do Leste tem aumentado, devido ao número alto de testes que estão sendo aplicados, e não por causa de flexibilização de medidas. “O número de casos que tem aparecido é por conta da eficiência da testagem que está ocorrendo na cidade. Onde o serviço público está tendo uma condição de testagem, a iniciativa privada e a população em si estão fazendo testagem em massa. A população de Primavera tem condições de fazer testagem, enquanto municípios vizinhos como Paranatinga e Poxoréu não tem uma clínica privada apta para realizar teste, aqui até farmácias estão testado. Tanto que em alguns locais há filas para o teste rápido”, ressaltou.

O prefeito destacou ainda que quanto mais testes houver, mais eficiente será o isolamento dos contaminados. “Quanto mais testes der positivo mais eficiência nos teremos no isolamento, evitando que as pessoas continuem uma contaminação, expôs Bortolin.

Em relação a afirmação por parte da defensoria de que em Primavera as flexibilizações foram permitidas sem base técnica-cientifica e sem apresentação de um plano de flexibilização. Bortolin ressaltou o trabalho que vem sendo realizado pelo Comitê Gestor de Enfrentamento ao Coronavírus, que é formado por entidades e representantes de classe. “O comitê tem adotado medidas buscando assegurar a vida do cidadão, os investimentos na saúde e também a parte econômica do município. Temos nos reunindo todos os dias, talvez a Defensoria desconheça a nossa realidade e como temos agido”, disse o prefeito, que ainda aproveitou para convidar que algum representante do órgão passe a integrar o Comitê. “Deixamos o espaço aberto, caso algum representante da defensoria queira participar das reuniões”.

Entre as solicitações a serem adotadas pelo município. A Defensoria pede que o município realize a testagem em massa da população. Em relação a este pedido o prefeito disse ser algo impossível de se realizar. “Hoje é impossível testar toda a população. É uma ideia fora da realidade. Nem os estados Unidos tem condição de fazer testas em massa, não existe lugar no mundo que tenha essa condição”.

Em relação as ações a serem adotadas nos próximos dias, Leonardo Bortolin expôs que a cada dia os dados sobre a disseminação do vírus são analisados e com base neles as decisões serão tomadas. “Vamos trabalhar de acordo com a realidade de cada dia, se daqui a uma semana ou 10 dias vê que diminuiu os casos e conseguimos o controle, vamos flexibilizar, se ver que há necessidade vamos restringir ainda mais”.

Entre os membros que compõem o Comitê, Bortolin fez questão de ressaltar o trabalho desempenhado pelo representante do Ministério Público, o promotor Adriano Alves. “Eu elenco como um dos promotores que deveria ter maior destaque no estado, pela proximidade que ele está discutindo o problema”.

Ao finalizar a entrevista o chefe do executivo pediu calma à população e que todos acreditem nos trabalhados do comitê gestor.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz