propaganda

TRÂNSITO SEGURO /

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021, 14h:16

A | A | A

PM realiza Operação Trânsito Seguro com campanhas e reforça fiscalização

Dois bafômetros foram entregues a instituição pelo Detran


Carregando fotos
Wellington Camuci

Uma pessoa presa, cinco habilitações e 2 veículos apreendidos. Esse foi o resultado da Operação Trânsito Seguro realizado pela Polícia Militar (PM), na sexta-feira (22), em Primavera do Leste. A campanha “Motorista da rodada” foi realizada em vários bares da cidade, para conscientização sobre os riscos de misturar bebida e direção.

Com a participação do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário de Cuiabá, a campanha foi iniciada com um treinamento aos policiais e agentes de trânsito. Dois aparelhos de etilômetro (bafômetro), foram entregues a PM pelo Detran.

Os aparelhos foram adquiridos pelo Detran e cedidos para uso das forças de segurança pública durante as atividades de fiscalização de trânsito no Estado. O foco do investimento é a redução dos índices de acidentes com ou sem mortes, envolvendo álcool e direção. De acordo com a chefe do 40º Ciretran, Lenice Freitas, essa parceria com a PM, é importante para gerar um trânsito mais consciente e seguro para a sociedade.

A intenção do “Motorista da Rodada” é fazer uma blitz reversa para sensibilizar as pessoas sobre os perigos da associação de bebida alcoólica e direção e para a adoção de comportamentos mais seguros no trânsito. Em Primavera do Leste foram 300 pessoas abordadas e 14 motoristas da rodada encontrados.

O comandante do 11º Comando Regional de Primavera do Leste, coronel Bastos, explicou que o trânsito é uma preocupação constante da Polícia Militar e essa ação vem de encontro com os anseios da instituição e da sociedade.

“Uma das atuações da Polícia Militar é na fiscalização de trânsito, é um tipo de serviço que a gente dá muita atenção, muito valor, até porquê, toda cidade se mede a qualidade de convívio social através do trânsito. Aqui a gente atua de forma integrada com as demais instituições, Detran, CMTU, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil”, ressaltou.

O coronel reforçou ainda que uso de álcool é uma das principais causas de acidentes de trânsito. Para ele, poder contar com estes aparelhos, ajuda na execução correta do trabalho policial, trazendo mais segurança. “Hoje nós estamos recebendo dois aparelhos de etilômetro que é justamente para fiscalizar pessoas que possam estar conduzindo veículos sob efeito de álcool. Já existe estatística que mostram que boa parte dos acidentes acontecem quando as pessoas estão sob efeito de álcool”, finalizou.

 

Segunda década

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) definiu os anos de 2021 a 2030 como a Segunda Década de Ação pela Segurança no Trânsito, cuja meta é a redução de, pelo menos, 50% de lesões e mortes no trânsito no mundo inteiro. No documento publicado no site da instituição, são reconhecidas as ações promovidas e a lições aprendidas na primeira década de ação, como a necessidade de promover uma abordagem integrada para a saúde e segurança no trânsito.

Segundo estudos da Organização das Nações Unidas – ONU, o principal motivo de acidentes graves e fatais são por conduta do motorista. Na ordem, as três principais são: excesso de velocidade, ultrapassagens perigosas e uso de álcool e outras substâncias psicoativas.

A Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020) foi lançada em maio de 2011, quando governos de todo o mundo se comprometem a tomar novas medidas para prevenir os acidentes no trânsito, que, à época, matavam cerca de 1,25 milhão de pessoas por ano.

No Brasil, foi criado, em 2010, o Projeto Vida no Trânsito (PVT) para atender as metas colocadas pela ONU, com intuito de combater dois fatores de risco priorizados no Brasil: a direção após o consumo de bebida alcoólica e o excesso de velocidade. Também merecem atenção outros fatores e grupos de vítimas de acordo com avaliação nas diversas localidades, tendo como um dos focos principais acidentes com motociclistas.

 

Além disso, o PVT estabeleceu como meta reduzir em 50% a incidência de óbitos por acidentes de trânsito até 2020 – implantado em 26 capitais e 26 municípios, o projeto alcança 50,9 milhões de pessoas. Dados do último levantamento publicado pelo Ministério da Saúde referentes ao ano de 2018, indicam que cinco capitais já alcançaram a meta global de redução de 50% dos óbitos por lesões no trânsito. Em números absolutos, em 2018 foram registrados 32.655 óbitos por lesão de trânsito no país, enquanto em 2010 o total de óbitos foi de 42.844.

 

Infração - Art. 165

Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência: (Redação dada pela Lei nº 11.705, de 2008)

Infração - gravíssima; (Redação dada pela Lei nº 11.705, de 2008)

Penalidade - multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses.
(Redação dada pela Lei nº 12.760, de 2012)

Medida administrativa - recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo, observado o disposto no § 4º do art. 270 da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 - do Código de Trânsito Brasileiro.
(Redação dada pela Lei nº 12.760, de 2012)

Parágrafo único. Aplica-se em dobro a multa prevista no caput em caso de reincidência no período de até 12 (doze) meses. (Redação dada pela Lei nº 12.760, de 2012)

Valor da multa: R$ 2.934,70.

 

*Com informações Abramet

 

Após o ato o suspeito fugiu a pé, sentido BR 070. A Polícia Militar, em posse das características do homem realizou buscas no intuito de encontra-lo, porém, até o fechamento desta reportagem ele não havia sido encontrado.

 

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto