propaganda

GOLPES /

Segunda-feira, 08 de Fevereiro de 2021, 06h:30

A | A | A

PC alerta para crescimento de casos de estelionato

Cinco ocorrências foram registradas em uma semana em Primavera do Leste


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

R$ 2, R$ 3, R$ 7 e até R$ 70 mil, esses foram os valores retirados de vítimas de estelionatos que ocorreram em Primavera do Leste. Em uma semana a Polícia Judiciária Civil, chegou a registrar cinco ocorrências desta natureza. Onde a maioria das vítimas ficaram sem o dinheiro e sem o bem que queriam comprar.

O número de casos de estelionato tem subido bastante na cidade, e por isso o delegado responsável pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos- Derf, Henrique Espíndola chamou a atenção da população, para que se mantenha atenta quanto a golpes praticados principalmente pela internet. “Na cidade de Primavera do Leste tem acontecido muitos golpes e estelionatos de várias formas. Mas o que tem chamado atenção são os casos que envolvem empresários e também a compra de veículos por meio de site de vendas. Não temos um levantamento exato da quantidade de casos registrados na cidade, mas em uma semana houve o registro de cinco ocorrências desta natureza, com valores altos inclusive, por exemplo, houve um caso em que o cidadão perdeu R$ 70 mil. É algo que está acontecendo direto”, frisou.

 

Intermediador, aluguel e via boleto. Esses são os principais golpes

 

GOLPE INTERMEDIADOR

Um dos casos que mais acontecem na cidade, é onde o estelionatário se passa por intermediador da venda de algum produto. “Geralmente ele finge que está comprando de quem anunciou o produto e também oferece para uma vítima o mesmo produto. “Falsamente fala que vai pagar mais para vendedor, e para comprador fala que vai vender mais barato. A vítima é lesada pois acaba depositando o dinheiro para o estelionatário”, expôs o delegado.

Um golpe desta natureza foi registrado na semana passada. Um jovem de 22 anos perdeu R$ 2.300, após entregar um dinheiro para um golpista que oferecia a moto de uma terceira pessoa.

estelionato-sesp.jpg

 

 

GOLPE VIA BOLETO

Outro golpe que vem ocorrendo com bastante frequência, é o golpe via boleto. Este golpe tem como vítimas comerciantes da cidade. No caso, o golpista “compra” um determinado produto, e diz que vai pagar via boleto, porém, pede um prazo. O comerciante entrega o bem, mas o golpista não paga pela mercadoria, deixando o comerciante no prejuízo.

 

GOLPE DO ALUGUEL

O terceiro tipo de golpe registrado com frequência, é o golpe do aluguel. Onde o golpista se aproveita da vítima que está em busca de um imóvel para alugar, pede o depósito adiantado. A vítima só percebe que caiu no golpe, quando o golpista some com o dinheiro. “Eles (estelionatários) acabam colocando fotos e indicando o endereço. Chegam a mandar uma pessoa para mostrar um imóvel que nem é dele, e acaba aplicando o golpe”, frisou.

Recentemente uma mulher relatou via redes sociais que foi vítima do golpe do aluguel. Ela contou que fez uma publicação via redes sociais em busca de um imóvel para alugar em Primavera do Leste, um homem se identificou como corretor de imóveis, encaminhou a mulher fotos de diversos imóveis. A vítima que não morava em Primavera, acabou escolhendo uma casa, com três quartos no bairro Castelândia, pela qual pagaria o valor de R$ 900. A vítima fez o deposito e só descobriu o golpe quando chegou na cidade.

Neste caso a orientação do delegado é que a pessoa se certifique antes de entregar qualquer quantia.

 

ATÉ MESMO NEGOCIAÇÕES ENVOLVENDO MÁQUINAS AGRÍCOLAS

Nem mesmo negociações de máquinas agrícolas são 100% seguras, já que os golpistas estão atuando até mesmo neste setor. Muitas vezes eles oferecem máquinas com preço abaixo do mercado, e os produtores acabam caindo. “Maquinas agrícolas também estão sendo alvos destes crimes. Primavera é conhecida pelo seu potencial produtivo e o estelionatário já aprendeu a negociar e acaba prejudicando até o produtor rural”, destacou Espíndola.

 

VÍTIMAS NORMALMENTE SÃO PESSOAS “ESCLARECIDAS”

Se engana quem pensa que as vítimas dos estelionatários são pessoas que não possuem grau de instrução. Segundo o delegado, muitas vezes as vítimas são instruídas, possuem um conhecimento vasto, mas acabam caindo nos golpes. Isso se deve ao poder de persuasão dos estelionatários, que a cada dia tem se aperfeiçoado mais e mais. “É bom esclarecer que estas pessoas (golpistas) são muito experientes. Por isso todos têm que estar espertos, pois são bons no que fazem. Quem cai neste golpe, não são pessoas leigas, são pessoas instruídas. Os estelionatários são muitos espertos”, frisou.

 

henrique_spindola_-_delegado_-_derf-removebg-preview.png

Delegado Henrique Espíndola

 

 

ORIENTAÇÃO DA PJC

O delegado orienta que quando o cidadão for realizar uma compra ele se certifique da autenticidade do anúncio e, nos casos que envolvem transações bancárias, sempre opte por realizar transações via TED. E que sempre desconfie do preço baixo demais. “Em caso de golpes que sejam aplicados mediante transação bancária, tem que ligar para o banco para sistema antifraude, imediatamente, para bloquear a transação que fez. Se foi feita via TED, geralmente consegue recuperar o dinheiro. Mas quando a transação é feita via Pix, é mais imediato e talvez não seja possível recuperar”, explicou.

 

CARACTERÍSTICA DO GOLPISTA

Além de oferecer um preço abaixo do mercado, há algumas atitudes que podem ajudar a identificar um estelionatário. “Há várias características que são comuns entre as pessoas que cometem esses crimes. Normalmente negociam via WhatsApp, há sempre a foto de uma pessoa muito bem arrumada, apresentável, normalmente se passa por médico ou advogado. No caso de homem está sempre de terno, para passar a imagem de credibilidade. E tem sempre o mesmo papo, e geralmente pede sigilo sobre preços e que está intermediando o negócio”, frisou o delegado Henrique Espíndola.

 

NÚMERO DE GOLPES NO ESTADO

O número de vítimas de golpes pela internet cresceu 16% no ano passado, em Mato Grosso. Os crimes mais comuns são os de clonagem de aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. Dos crimes mais praticados, 23% são clonagem de WhastsApp; 15% de uso indevido de dados pessoais; 10% boleto falso.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto