propaganda

URBANISMO /

Segunda-feira, 26 de Abril de 2021, 09h:41

A | A | A

Estamos prontos para “crescer”?

"A cidade é tão viva quanto nós, pois somos nós quem a construímos, quem a vivemos e quem a projetamos"


Imagem de Capa
Eduardo Cidade

Olá! Me chamo Eduardo Cidade, um Arquiteto e Urbanista formado pela PUCRS e mestrando em Serviço Social, Processos e Políticas Sociais, também sou membro do NEPES - Núcleo de Estudos em Políticas e Economia Social da PUCRS e colaborador nos projetos de arquitetura e regularização fundiária do Mãos - Arquitetura, Terra e Território. Vim conversar com vocês sobre os assuntos que vão muito além da nossa casa, espaço qual os arquitetos estão mais próximos de você, porém são assuntos que devem ser tratados com o mesmo vigor.

 

O DIARIO_EDUARDO.jpg

Eduardo Cidade

 

 

As pequenas cidades de ontem são um sopro de esperança para o Brasil de amanhã. Levando em consideração a ainda recente e expressiva urbanização de nosso país, que deixou de ser majoritariamente rural para urbana na segunda metade do século XX, nossas cidades assistiram a construção de um verdadeiro caos sobre seus territórios. Grande parte destas cidades em expansão tiveram experiências desastrosas perante ao desordenado crescimento urbano, porém aquelas localizadas no interior do país, principalmente as impulsionadas pelo agronegócio, como o caso de Primavera do Leste, tiveram sua origem com base em desenhos urbanos que regravam de certa forma o modo com que a cidade iria se expandir. Este exercício de pensar a cidade do amanhã através de projeto, pesquisa e participação popular é o que chamamos de Planejamento Urbano, uma ferramenta essencial para que nossas cidades consigam não só “arrumar a bagunça” em que se encontram, mas também consigam prever o dia depois de amanhã.

Mas para que uma cidade como a nossa precisa, de forma integrada, planejar o amanhã? A resposta é simples: A cidade é tão viva quanto nós, pois somos nós quem a construímos, quem a vivemos e quem a projetamos. Ou seja, seguindo a lógica do desenvolvimento urbano sustentável se não pensarmos o futuro a curto, médio e longo prazo nunca sairemos do atual estágio em que estamos. É necessário revisitar o que Primavera pensou em seus primórdios, analisar o que construímos de lá para cá e adaptar o futuro para as necessidades de hoje, de acordo com as perspectivas de cidade que iremos projetar para o amanhã. Para ilustrar esta questão trago alguns exemplos práticos: Você já pensou que em pouco tempo teremos que repensar a mobilidade urbana da cidade? O atual sistema de transporte coletivo não será suficiente se seguirmos a lógica de expansão urbana posta em prática hoje. Se continuarmos abrindo loteamentos por todos os cantos sem ao menos pensar como estes irão se conectar entre si teremos graves problemas no trânsito de veículos e pessoas. Se não pensarmos em áreas especiais de interesse social, situações como a do Vale Verde serão cada vez mais recorrentes, pois o solo urbano em Primavera já é extremamente caro. Por mais que possam parecer situações isoladas, todos estes exemplos poderiam ser abordados em um documento essencial para a nossa cidade, e o fato deste documento se encontrar esquecido pela nossa população só comprova que não estamos prontos para crescer. Este documento se chama Plano Diretor e nós iremos falar sobre ele na próxima conversa.

O DIARIO_VIDA NOVA.jpg

 

 

Para finalizar, fica aqui uma curiosidade! Dentro do campo da Arquitetura e Urbanismo o planejamento urbano se encontra ligado diretamente com as estruturas de gestão pública através de Secretarias de Planejamento, comissões de planejamento urbano dentro da Câmara de Vereadores ou através dos conselhos de bairro por exemplo, nós Arquitetos e Urbanistas somos os profissionais que coordenam os processos de planejamento urbano dentro destes espaços de forma integrada, junto de equipes de diversas áreas. Ou seja, se precisamos planejar o crescimento de nossa cidade, precisamos de Arquitetos e Urbanistas.

 

O DIARIO_PLANEJ.jpg

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto