propaganda

DESTAQUE /

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021, 10h:00

A | A | A

Emerson Bacas marca gol “que Pelé não fez” e se destaca em nível nacional

O jogador que é morador de Primavera do Leste pediu para ser indicado ao “Prêmio Puskás”


Imagem de Capa
Da Redação/UOL ESPORTES

Na semana passada, um lance da partida entre Fast Clube e Iranduba, pelo Campeonato Amazonense, ganhou destaque nos principais sites e programas esportivos do Brasil. O meio-campista e morador de Primavera do Leste Emerson Bacas marcou um golaço. Em entrevista, o jogador recordou o momento em que avisou o árbitro que faria o gol do meio-campo, afinal, já havia entendido que o goleiro gostava de jogar adiantado.

“Avisei ele para não pensarem que foi sorte. Eu já havia feito gols assim em treinos, mas, em jogo oficial, foi o primeiro”, justificou.

safe_image.jpg

 

Adjetivado como o ‘gol que nem Pelé marcou’, o lance teve uma grande repercussão, diante disso, o atleta classificou o momento como o mais importante de sua carreira. “Muito feliz, feliz por ter conseguido alcançar esse objetivo que era ter feito o gol que o Pelé não fez e agradecer a Deus. Em uma palavra, classificaria o gol como fantástico. Com certeza, é o momento mais importante, até agora, na minha carreira. Em uma palavra, classificaria o gol como fantástico”, disse ele. Impressionado com o desfecho, Emerson afirmou que está muito feliz com o reconhecimento que tem recebido nas últimas horas.

Relembrando o momento em que a rede balançou, o atleta disse que passou um filme por sua cabeça. “Não sei nem explicar, na hora só queria comemorar com meus companheiros, que me dão total confiança para entrar em campo e fazer o meu melhor”, pontuou. Por fim, Bacas deixou claro porque acredita que seu lance deve concorrer ao prêmio da Fifa, que elege o gol mais bonito do ano: “Não é sempre que vê um gol desses. Para mim, o que deixou o gol mais bonito foi o drible. Com esse conjunto, eu espero concorrer ao Puskás.”

 

O QUE É O PUSKAS?

O Prêmio FIFA Ferenc Puskás é um prêmio criado em 20 de outubro de 2009 pela FIFA (Federation Internationale de Football Association), pelo presidente Joseph Blatter, a fim de premiar o jogador (a), que marcou o gol mais bonito do ano. Hoje em dia, o defensor de gol mais bonito é o jogador do Tottenham Hotspur, Son Heung-min.

O prêmio é em homenagem a Ferenc Puskás Biró, o capitão da equipe da Hungria. Puskás é considerado por muitos como o mais poderoso jogador avançado do futebol tendo marcando um recorde mundial de 84 gols em 85 internacionalizações.

Já receberam o prêmio jogadores como Cristiano Ronal, Moramed Salah, Miroslav Stoch. Se for indicado ao prêmio e vencer, Bacas se untará a outros dois brasileiros que conquistaram o troféu, sendo eles Neymar e Wender Lira.

 

JOGADOR DIZ QUE PREVIU O GOLAÇO E ATÉ AVISOU JUIZ

O lance aconteceu no segundo tempo, quando o placar já apontava 1 a 0. Aos 24 minutos, Emerson Bacas roubou a bola no campo de defesa, passou por um marcador e, ao ver o goleiro adiantado, arriscou de trás do meio de campo. A bola encobriu o arqueiro e ainda quicou na pequena área antes de estufar as redes.

O jogador foi o destaque da partida e só precisou de 45 minutos para isso. Além do golaço, que pode-se dizer que virou algo comum no futebol mundial, ele ainda deu a assistência para o primeiro gol, que foi marcado pelo atacante Ariel, e também fez o terceiro, novamente em chute de fora, mas da entrada da área.

O atleta pertence ao Porto Velho e está emprestado à equipe amazonense. Porém, a curiosidade não para por aí. O jogador iniciou a trajetória na região amazônica atuando pelo time homônimo de outro craque: Messi.

Foi no Barcelona de Vilhena em 2018. Na equipe, o atleta participou da campanha que levou ao vice-campeonato estadual, perdido para o Real Ariquemes. Rocha era goleiro daquele time. Titular na final e importante na campanha, ele afirma que Bacas tem muito potencial ainda para aparecer.

Emerson Bacas tem 26 anos e já passou por Amazonas FC (AM), Atlético Itapemirim (ES), Barcelona (RO), Bonsucesso (RJ), Carapebus (RJ), Fast Clube (AM), Grêmio Prudente (SP), Luverdense (MT), Paulista (SP), Porto Velho (RO), Real Ariquemes (RO) e Sergipe.

 

EM PRIMAVERA DO LESTE

Bacas iniciou muito cedo no futebol, e foi atleta mirim do Olímpia Futebol Clube, projeto ensina jovens e crianças tudo sobre o futebol e também trabalha no município como um transformador social

Depois de jogar no Olímpia, o jovem já com 15 anos foi para Rondonópolis, mudou também do futsal para o campo e passou a integrar a equipe do Rondonópolis Esporte Clube - REC e foi de lá que ele embarcou com destino ao Fluminense.

*Da redação/ Com informações Uol

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto