propaganda

EM EVIDÊNCIA /

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2021, 06h:30

A | A | A

Com etapa estadual de Beach Tennis, Primavera do Leste se consolida na modalidade

Evento acontece de 25 a 28 e terá a participação de diversos atletas locais


Imagem de Capa
Wellington Camuci

Nesta semana Primavera do Leste se tornará a capital do Beach Tennis no estado. Isso porque a cidade recebe a 6ª etapa do circuito de Beach Tennis de Mato Grosso, uma competição oficial que vale pontuação para o Campeonato Nacional de Beach Tennis.

Essa é a primeira vez que a cidade será palco de uma competição aberta a nível estadual. Organizada pela Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), a 6ª Etapa Iguaçu Máquinas John Deere de Beach Tennis será realizada na Arena F5, maior espaço para a prática do esporte em Primavera do Leste.

Com cinco quadras de areia especial, a arena se prepara para receber cerca de 4 mil pessoas entre competidores e torcedores de Mato Grosso, que devem passar pelo local entre os dias 25 e 28 de novembro. Fomentando o comércio local como restaurantes e hotéis.

Praticante do esporte desde 2016, Dionathan Santos segue rumo ao tri-campeonato do circuito estadual na categoria Mista A. Acompanhado da parceira de beach Larissa Souza, teve como primeira vitória a 3ª etapa, realizada em Cuiabá, conquistando o bi-campeonato na 4ª etapa, em Rondonópolis, assumindo também a ponta da classificação estadual. Ele também disputará na categoria Masculino A com Itamar Farias.

 

Dionathan.JPG

Dionathan

Dionathan conta que quando começou a praticar o esporte era somente um lazer, agora, a prática se tornou profissão e a competição dá um gostinho a mais. “Em 2016, eu não levava o Beach Tennis como um esporte competição, levava como um esporte lazer, alegria, não que a competição não nos traz alegria, mas tem diferença entre competição e lazer. Hoje nós vivemos o Beach Tennis através da competição”.

Além de competidor, Dionathan também é um dos professores de da escola Bora Bora Beach Tennis, primeira escola oficial da modalidade em Primavera do Leste. Sendo essa a casa da 6ª Etapa Iguaçu Máquinas John Deere de Beach Tennis, Dionathan explica que apenas um sentimento define a sensação de ver o esporte se concretizando em Primavera. “Para mim é uma alegria muito grande estar recebendo essa etapa na cidade. Primavera do Leste é uma das pioneiras com o Beach Tennis no Mato Grosso. É uma importância grande estar recebendo essa etapa aqui na nossa cidade e sentindo o gostinho de participar de um torneio grande dentro da nossa casa”.

Ajudando na organização do evento que deverá marcar de vez o esporte em Primavera, Dionathan ressalta que a organização é a principal preocupação para que a competição seja sucesso. “A expectativa é que possamos marcar essa etapa do circuito com a organização do evento. Nós queremos que os atletas saiam de sua cidade e voltem com sentimento de gratidão, de que foram bem recebidos aqui, que tudo estava bem organizado, que não houve atrasos. Essa é a meta da nossa etapa, de que seja extremamente organizado”.

 

Luana.jpeg

Luana Schwaab

Participando pela primeira vez de uma competição estadual, Luana Schwaab começou no esporte há cerca de quatro meses. Ela conta que o esporte estava virando febre e resolveu tentar incentivada pelo esposo. Além de vício, ela ressalta que o prazer em jogar e os benefícios que a prática trás, é o que a mantém no esporte. “O esporte proporciona bem-estar, melhora na saúde, condicionamento físico, por ser feito em ambiente aberto, na areia, fica algo mais agradável e prazeroso de ser feito. E também as amizades que foram feitas através do esporte, que é algo muito benéfico”.

Luana irá competir na categoria Feminino C, ela, que já participou de outras competições pequenas locais, ressalta que a competição irá proporcionar experiência e muita diversão. “Como eu nunca participei de um torneio assim, então a expectativa esta grande, mas vai ser para criar experiência, aprendizado e competir se divertindo”, explicou.

Também competindo na categoria Feminina C e na Mista C, Érika Hayssa reforça a expectativa de uma competição alegre e que os atletas se sintam em casa. “Tenho somente expectativas boas para esse torneio. Que seja um torneio acima de tudo alegre para todos! Que os atletas se sintam em casa, que todos comemorem, vibrem, sorriam, joguem e façam amizades. Por que o Beach é isso, além de tudo, amizade”.

 

ERIKA.jpeg

Érika Hayssa

Érika conheceu o esporte em 2020 por intermédio do namorado e professor Dionathan, porém, com a ascensão da pandemia, deixou de lado o esporte retornando só no final do ano e, segundo ela, foi a melhor escolha. “Em 2020, quando começamos a namorar ele me levou para conhecer o esporte! Comecei a praticar, mas logo veio a pandemia e tudo parou, mas graças a Deus e a repercussão que o Beach teve, final de 2020 começaram a surgir arenas para a prática do esporte. Meu namorado começou a dar aula e eu voltei a praticar. E sem dúvidas, foi uma das melhores escolhas da minha vida”.

Além disso, ela diz que praticar Beach Tennis não é uma obrigação e sim um prazer. “Eu sempre procurei um esporte que eu pudesse praticar sem ter aquela pressão de ir porque tem que ir. E foi o que eu encontrei no Beach Tennis. O Beach me trouxe amizades e um estilo de vida incrível, pratico o Beach pelo amor que criei por esse esporte, e sempre indico para todos ao meu redor, é sem dúvidas o melhor esporte da atualidade”.

A competição em Primavera do Leste poderá trazer muitos frutos para o esporte na cidade e isso é consenso entre os competidores. Luana, por exemplo, reforça que a etapa estadual proporciona um novo olhar para a cidade e para o esporte. “Como o Beach Tennis é um esporte que está crescendo muito em todo o Brasil, ficando cada vez mais visto, é de suma importância para Primavera também, para que cada vez mais possamos estar trazendo grandes eventos como esse para nossa cidade, para cada vez mais chamar mais atletas para esse meio, e também poder virar referência no Mato Grosso”, finalizou.

Érika por sua vez, reforça o orgulho de ver a cidade sediando um evento como esse que pode aumentar ainda mais a procura pelo esporte. “Ver a nossa cidade sediar uma etapa estadual de Beach Tennis é de grande orgulho. Ainda mais o Beach sendo um esporte que vem crescendo disparadamente em nosso estado e em todo País. Somente com os torneios ao redor de nossa cidade e os torneios internos de Primavera, o Beach vem crescendo em grande proporção, as pessoas veem nas redes sociais e se interessam pelo esporte, uma etapa desse nível, com certeza trará muitos frutos positivos para nossa cidade”, conclui.

Realizado de 25 a 28 de novembro na Arena F5, o evento conta com o patrocínio das seguintes empresas: Patrocinador master: Iguaçu Máquinas John Deere, que leva o nome da 6ª etapa, V 10 Imóveis, Trade Center Edificato, Chamaki, Ultra Popular e Cotrimac.

E apoio: Águas Lebrinha, Cervejaria Petrópolis, Eletromaq e Pousada Mirante Serra Azul, Vmax Pneus, Hipster, Central Freios, Sedavinil, Visual Vidros, Automatik, Br Tec, Santa Fé Corretora de Seguros e Casa dos Filtros.

e62202df-c720-4f40-b12e-18b87ea06cc5.jpg

 

SOBRE A ARENA F5

O  Espaço F5 é um dos mais novos complexos esportivos de Primavera do Leste. Quadras compostas por areia especial e iluminação pensada para oferecer o máximo de conforto aos atletas e torcedores.

Com cinco quadras de areia, o Espaço F5 abriga a unidade do Bora Bora Beach Tennis, maior escola do esporte de Mato Grosso e reúne adeptos que buscam o bem-estar com a prática de um dos mais completos esportes. O espaço conta com energia limpa e renovável e uma areia especial para proporcionar aos atletas amantes da praia, conforto, segurança e praticidade. Inclusive área privativa para estacionamento.

Inaugurada em 2020, a escola tem mais de 100 alunos e conta com sport bar, vestiários e toda a infraestrutura necessária para proporcionar saúde e bem-estar aos clientes e esportistas de plantão.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto