propaganda

APURAÇÃO /

Quarta-feira, 25 de Agosto de 2021, 06h:30

A | A | A

Câmara vai instaurar procedimento interno para apurar denúncia de vereador

Adriano Carvalho (Podemos), divulgou imagens de circuito interno que mostram o funcionário apenas registrando o ponto e saindo. Servidor diz que vídeo está fora do contexto real


Imagem de Capa
Clique para reproduzir
Jaqueline Hatamoto

Um procedimento interno deve ser aberto na Câmara de Primavera do Leste, para apurar a denúncia feita pelo vereador Adriano Carvalho (PODEMOS), contra um funcionário da Casa de Leis. O parlamentar fez a denúncia no dia 20 de agosto, por meio das redes sociais.

Adriano publicou um vídeo onde mostra Ranielly Rodrigues Brandão, que ocupa o cargo de assessor da presidência, registrando sua chegada via ponto eletrônico, saindo em seguida e só voltando no final do expediente. As imagens expostas pelo parlamentar, são do dia 06 deste mês. Além do vídeo o parlamentar faz duras acusações contra o servidor que ocupa cargo comissionado. “Ele foi flagrado pelas filmagens do circuito interno batendo o ponto na entrada, se ausentando das dependências da Câmara e só retornando ao final do expediente, para então marcar sua saída. A Coordenadoria de Gestão de Pessoas do órgão informou que não houve justificativa para os fatos ocorridos e que eventuais irregularidades serão objeto de apuração tão logo tome ciência das imagens”, diz parte da publicação feita por Adriano, que disse ainda ter denunciado o fato a gestão de pessoas e ao presidente da Câmara.

Em entrevista concedida ao Jornal O Diário e Site Cliquef5, o parlamentar disse que recebeu a denúncia de funcionários da Câmara. “A denúncia partiu dos próprios servidores da casa. Os colegas de trabalho estavam indignados com a forma dele se ausentar. Não quiseram se identificar por temerem represálias.

Então eu peguei os vídeos e comprovei a irregularidade”, frisou.

A equipe de reportagem entrou em contato com Ranielly, que, por telefone, afirmou que trabalhou normalmente no dia citado pelo vereador, e que o vídeo está fora do contexto. “Eu trabalho como Assessor da Presidência, e faço demandas externas. Neste dia eu cheguei, bati o ponto e sai para protocolar documentos. Eu voltei da rua e novamente sai para protocolar outro documento e depois retornei quando já havia terminado o expediente. Esse tipo atividade é comum nessas funções. O vídeo foi editado, está fora do contexto real”, ressaltou.

Quanto a denúncia feita pelo parlamentar, o funcionário disse que a função do vereador é a de fiscalizar. “Eu não tenho o que dizer, esse é o trabalho dele, fiscalizar. Nesse caso, no entanto, foi um equívoco por parte do paramentar. Lamento”, finalizou.

Sobre a afirmação de que os vídeos estavam fora do contexto, Adriano destacou que “o vídeo sofreu edições para ficar mais inteligível. Ou seja, para mostrar a dinâmica dos fatos. Os vídeos sem edições estão disponíveis em arquivo. Ele deveria usar outra linha de defesa. Porque os vídeos falam por si. As câmeras filmaram tudo”.

Procurados pela reportagem, a Assessoria de Imprensa da Câmara de Primavera do Leste, ressaltou por meio de nota, que um procedimento administrativo deve ser aberto para apurar as acusações. E ainda ressaltou que não compactua com erros ou práticas que coloquem em dúvida a gestão administrativa. “Conforme vídeo divulgado pelo vereador Inspetor Adriano nas redes sociais tudo leva a crer que o fato realmente ocorreu. Ressalta-se que no dia da ocorrência do fato (06/08/21), a Casa estava sendo dirigida pelo vice-presidente Valdecir Alventino ‘Vado’. A Presidência se posiciona de forma rígida e não compactua com erros ou práticas que coloquem em dúvida a gestão administrativa. Salienta ainda que os fatos estão sendo apurados e que disponibilizará o que for necessário para o devido esclarecimento através de instauração de procedimento interno”.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto