ARTIGO /

Segunda-feira, 30 de Março de 2020, 07h:00

A | A | A

Os malefícios da indiferença

As pessoas que apresentam tal comportamento, de forma generalizada, agem friamente, demonstrando-se estar distante e não apresentam opinião àquilo que é perguntado. Agem com total desinteresse.


Imagem de Capa
Ernesto de Sousa Ferraz Neto

A indiferença é vista como total falta de interesse em detrimento à outra pessoa, e está relacionada à falta de respeito para com o próximo.

 

Somente a título de informação, o termo indiferente é classificado como adjetivo que “qualifica algo ou alguém que não reconhece a importância de determinada coisa, e não demonstra preferência ou emoção”.

A pessoa que age com indiferença é aquela que não se envolve em diversas situações; é aquela que não demonstra ter interesse e tão pouco demonstra ter consideração nas questões relacionadas ao outro. Noutras palavras, ela não tem empatia, é alguém desprendido de emoção, apresentando comportamento de insensibilidade e apatia, dado o total desinteresse demonstrado.

As pessoas que apresentam tal comportamento, de forma generalizada, agem friamente, demonstrando-se estar distante e não apresentam opinião àquilo que é perguntado. Agem com total desinteresse.

De acordo com os principais dicionários da língua portuguesa, o termo remete à ideia daquele que se encontra afastado, imparcial e indolente.

Alheio aos sentimentos do outro, o ato, que pode ser encarado como alguém insensível, pode trazer sérias consequências danosas em razão da imparcialidade que ocorre com a indiferença. Levando o outro inclusive a desenvolver problemas de ordem emocional.

Além de ferir, a indiferença é algo desastroso na vida de qualquer pessoa, e quando esta se encontra fragilizada, o ato pode se tornar uma tragédia em razão do sofrimento que pode proporcionar.

A falta de atenção e de cuidado para com o outro é visto também como uma ação de indiferença, aliás, elas são sinônimas dessa expressão, assim como as palavras descaso, desprezo e desdém.

O fato de ignorar o outro é vista como total falta de respeito, ato esse que deveria ser abolido nas relações humanas.

Tratar alguém nestas condições significa abandoná-la, isolando-a do círculo de amizade ou até mesmo no meio social na qual esteja inserida.

O sofrimento daquele que recebe tais efeitos da indiferença é enorme, causam danos psicológicos, como a baixar a sua autoestima, e pode levar a pessoa a sentir-se inferior, somado ainda ao constrangimento atribuído pelo ato.

 A desmotivação é outro aspecto que deve ser considerado, pois ela pode ser responsável pelo mau comportamento que poderá influenciar na vida pessoal, social e profissional, gerando conflitos e desavenças. 

Lembrando que uma pessoa nessas condições pode perder o foco e tornar-se ausente em diversos segmentos da sociedade, principalmente no que diz respeito à esfera familiar.

Assim sendo, trata-se de um ato nada estimulante, dada a incapacidade que ele propicia àquele que se encontra em tal situação, pois a falta de interesse em relação ao sentimento do outro é algo que perturba, além da ausência total de cuidados.  

Estar ou ser indiferente é uma característica de aspecto negativo, que não deve fazer parte nas relações pessoais, tendo em vista os malefícios que causam às pessoas, tirando-lhes a tranquilidade e paz de espírito, tais ações poderão tornar as pessoas improdutivas durante grande parte de suas vidas. 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz