propaganda

ARTIGO /

Segunda-feira, 11 de Outubro de 2021, 06h:30

A | A | A

Hospitalidade

“A hospitalidade é uma forma de acolher os que precisam da presença da nossa bondade”. (Helgir Girodo)


Imagem de Capa
Ernesto de Sousa Ferraz Neto

A hospitalidade é basicamente uma virtude moral. Genericamente falando, o termo relaciona-se à capacidade de receber visitantes ou clientes de forma amigável, tratando-os com gentileza, respeito e hombridade, possibilitando conforto, e fazendo com que a pessoa se sinta à vontade e possa usufruir de serviços de qualidade. Portanto, é um ato de acolhimento, e na acepção do termo, refere-se à boa acolhida.

Assim sendo, é primordial que as pessoas tenham dedicação para a função de receber alguém e demonstrem ser simpáticas (ou que sejam capazes de ouvir e atender de forma eficaz o próximo) de modo a estar aptos a praticá-la. No entanto, são necessárias duas qualidades: naturalidade ou espontaneidade.

O real significado do termo tem origem na palavra hospedagem, e surgiu na Europa, segundo Grinover (2002), quando afirmou que a expressão possivelmente tenha surgindo no séc. XIII. O termo era usado para designar gentileza por meio de hospedagens àqueles viajantes e/ou indigentes que perambulavam na região. Já a palavra hospedagem surgiu da palavra latina ‘hospitalis’. Isto porque essas pessoas eram acolhidas em conventos, hospícios e hospitais.

A expressão hospitalidade tanto por ser referente à qualidade de alguém, ou mesmo uma localidade pode ser considerada hospitaleira. O uso do termo está mais apropriado sob a óptica de hóspede.

Todavia, o ato de hospedar e ser hospitaleiro são muito mais complexos que simplesmente receber o visitante; consiste na união, ou melhor, na aproximação de culturas, costumes e pessoas diferentes. Trata-se de uma relação de troca de valores entre aquele que é visitado e seu visitante.

A título de esclarecimento, a nação brasileira é considerada como o povo extremamente hospitaleiro, pois recebe muito bem a todos estrangeiros com cordialidade e presteza, que por aqui chegam ou que se fixam.

Hospitalidade exprime algo extremamente nobre, cujo ato requer empatia, generosidade e receptividade. Embora poucos possam conhecer esses valores, ou sabem do valor desses princípios, tamanha a sua grandeza e extensão.

Trata-se de algo abstrato, a expressão remete à ideia de uma ação repleta de positividade, que exprime outros sentimentos, como por exemplo, amparo, acolhida e abrigo. O termo tem forte representatividade, uma vez que requer nobreza.

A hospitalidade, muitas vezes, independe de recursos financeiros, pois o ato de acolher precisa apenas da boa vontade em ajudar o outro. E na maioria das vezes, apenas disponibilidade de tempo.

Ser hospitaleiro é também doar-se no sentido de auxiliar o próximo. É um olhar acolhedor para alguém de esteja necessitando de apoio, este ato é ensinado ainda na infância, quando as famílias recebem amigos e/ou parentes de fora, pois há muita preocupação com o bem-estar desses visitantes. Tais cuidados envolvem desde as vestimentas da cama, uma boa toalha de banho e até demonstração de zelo no preparo dos alimentos, sempre procurando servir bem as pessoas. 

Assim sendo, criou-se o conjunto de regras para acolher e propor o bem-estar de pessoas com o intuito de proporcioná-las conforto. Noutras palavras, tem-se assim, a gentileza, a amabilidade, a atenção, a cortesia, a delicadeza, a educação, a elegância, a simpatia, o cavalheirismo e a polidez como bons conceitos, e podem ser considerados os mais extraordinários exemplos de hospitalidade que alguém possa levar pela vida toda.

 

Ernesto de Sousa Ferraz Neto

Professor na Rede de ensino público

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto