propaganda

ARTIGO /

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2021, 06h:30

A | A | A

Globalização

“A cordialidade é essencial para alimentar a alma e gera gentileza nas pessoas.” (Jilmar Santos)


Imagem de Capa
Ernesto de Sousa Ferraz Neto

A expressão globalização deve ser compreendida como um conjunto de transformações que ocorre na ordem política e econômica mundial, bastante visível desde o final do século XX. É um fenômeno que fez um link conectando e interligando lugares e pessoas em diversas esferas: cultural, social e política, possibilitando melhor interação.

Dada a grande importância desse fenômeno, que permitiu a quebra das fronteiras expandindo o mercado mundial, independente da sua localização, uma vez que criou pontos em comum em todos os aspectos sociais. 

A ideia desse sistema foi intensificada ainda nos 80 quando surgiram as primeiras noções sobre o tema com a quebra de barreiras que possibilitaram a sua implementação, cujo processo passou a questionar a ordem mundial. Era, assim, um momento de transição com a caída do socialismo e a predominação do capitalismo em quase todos os continentes do planeta.

Por essa razão, diz-se que “a globalização é o conjunto de transformações econômicas e políticas que vem acontecendo nas últimas décadas”.

No entanto, o termo se popularizou somente em meados de 1980, quando passou a vincular os aspectos financeiros, uma vez que possibilitou a abertura das economias e das respectivas fronteiras como resultado do acentuado crescimento das trocas internacionais de mercadorias; da intensificação dos movimentos de capitais; da circulação de pessoas, do conhecimento e da informação.

A principal característica desse fenômeno é a integração dos mercados mundiais com a exploração de grandes empresas multinacionais. Ratificando, trata-se de um processo de integração social, política e econômica entre os países e as pessoas do mundo todo, em que os governos e as empresas trocam ideias. Esse processo de globalização ocorreu em razão das inovações tecnológicas, principalmente nas telecomunicações e na informática, mas foi a partir das mídias (telefonia fixa e móvel, televisão, do aparelho de fax, da internet e outros meios de comunicação) que possibilitou maior difusão de informações entre as organizações e instituições financeiras, ligando os mercados do mundo.

Embora a evolução dos meios de comunicação não é um processo novo e vem acontecendo desde o século XIX proporcionando melhoria dos meios de transportes, bem como a redução dos custos de viagens e impulsionando o transporte de mercadorias. Isto por que a globalização nada é considerada apenas mais um processo de integração que envolve razões políticas e econômicas, mas ela visa também o crescimento global de todas as demais partes envolvidas no processo.

Tal processo passou a ser considerado como uma constante no mundo moderno, embora apresente aspectos positivos e negativos. Entende-se como pontos positivos consiste justamente na liberdade que se tem ao discutir esses fatores internamente, e os negativos, pode-se dizer que ela nos impõe uma série de fatores que nem sempre precisamos ou queremos, bem como a imposição da ideia capitalista, que tenta pregar que o dinheiro é a riqueza maior do ser humano, mesmo que isso não seja verdadeiro, já que o papel moeda simplesmente a representa a expressão simbólica da riqueza.

A união e a interação de um determinado grupo, em geral, dependem da forma com a qual ele disponibilizaria os meios para interagir, seja no âmbito pessoal, seja coletivamente.

A globalização permite maior interação entre os povos, independente de sua localização, crença e raça.

Já no Brasil, é bastante comum à influência da mídia (leia-se redes sociais).  Neste contexto, principalmente no âmbito da política, tão barbarizada e bombardeada nestes últimos meses, veem-se nitidamente claros exemplos dessa interação.

Assim, tem-se com a globalização a imediata resposta daquilo que se busca, ou se almeja.

 

Ernesto de Sousa Ferraz Neto

Professor na rede pública de ensino

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a redução de vereadores em Primavera do Leste?
Sim
Não, prefiro a redução do duodécimo
Não tenho opinião formada sobre o assunto